PROJETO "BAILALINDAS"
Publicado em: 12/12/2017 ás 09:05:00 Autor: Paolo Henrique

O ballet clássico enfrenta inúmeros desafios para se consolidar como conteúdo de ensino na escola e assim extrapolar o universo das academias de dança ou de ginástica. Assim, quando um centro de referência de ação social (CRAS) tem a iniciativa na qual crianças fazem “grand jetés” e “pliés” os resultados são positivos, pois o ballet assume caráter de atividade formativa e lúdica sendo que o formativo está ligado ao propósito de “fugir” das rotas erradas como as drogas, a gravidez e, portanto, apresenta caráter moral e disciplinador e o lúdico é resposta discursiva que absolve a falta de estrutura. As dificuldades que as pessoas de poder aquisitivo menor, decorre dos sentidos estabelecidos que implicam na necessidade de criar outras narrativas que confrontem a pressão hegemônica, social e institucionalizada, que age no sentido de perpetuar a idéia de que sapatilhas e tutus não devem fazer pliés nos pés das crianças de baixa renda. Mas a gestão atual vem para quebrar esse paradigma e realiza com êxito todos os projetos ofertados.

Notícias relacionadas